“A vasta maioria das pessoas brancas não estão no lugar que estão por mérito e competência pessoal”
Sexta-feira, 9 de setembro de 2016

“A vasta maioria das pessoas brancas não estão no lugar que estão por mérito e competência pessoal”

O professor de Direito Antidiscriminatório e doutor em Harvard Adilson José Moreira é o entrevistado dessa semana no #JustificandoEntrevista. Cotas raciais, privilégios e racismo são os temas abordados. 

 

“Eu sempre estive inteiramente consciente de que a vasta maioria das pessoas brancas não estão no lugar que estão por mérito e competência pessoal. (…) A vasta maioria das pessoas brancas que ocupam os cargos mais elevados em nosso país estão neste lugares em função do privilégio de classe. Elas fazem parte do círculo de poder.”

Mapa da entrevista:

1:19 – O que é racismo?

5:15 – Como é o recorte racial no Poder Judiciário? Como o Judiciário lida com o racismo?

13:08 – Temos pouquíssimas pessoas negras no Judiciário. Qual a importância das cotas?

21:13 – As cotas reforçariam um estereótipo de negros e negras? Como que você a questão do colorismo, em que, pelo fenótipo, algumas pessoas têm peles mais negras do que outras?

35:23 – Nos Estados Unidos, há a teoria do “one drop blood”, a qual prevê que havendo um ancestral negro, ainda que distante, é o suficiente para a pessoa ser negra – algo diferente do que ocorre no Brasil. Por que existe essa diferença entre os países?

41:04 – O Direito Anti-Discriminatório deve ser uma matéria obrigatória nas salas de Direito no Brasil?

Sexta-feira, 9 de setembro de 2016
COMPARTILHE

Tweet
Share
Google

APOIO

Apoiadores
Seja um apoiador

ANUNCIE

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 145 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

redacao@justificando.com.br
Av Paulista, 1776, 13º andar, Cerqueira César
São Paulo/SP