Amador, Plano de Segurança anunciado por Moraes em PPT não explica como será implementado
Terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Amador, Plano de Segurança anunciado por Moraes em PPT não explica como será implementado

Recurso da moda nas apresentações de autoridades brasileiras, o PowerPoint teve mais um dia de estrelato na última sexta feira (6), quando o ministro da Justiça Alexandre de Moraes convocou coletiva de imprensa para anunciar o novo Plano Nacional de Segurança Pública em PPT, como é de costume em lançamentos, mas, nesse caso não haverá nenhum complemento oficial, ficando apenas no material de divulgação.

Embora seja, de fato, um recurso interessante para apresentações iniciais, o PPT nunca se propôs a ser documento definitivo de políticas públicas, até porque recursos inerentes a ele afastam qualquer aprofundamento na matéria. Um exemplo interessante vem logo nas primeiras páginas do Plano, na qual palavras são ligadas por setas, que não expressam como que a interação entre as palavras irá ocorrer: Capacitação-Inteligência-Atuação Conjunta.

Nas descrições de ações anunciadas pelo Ministério em cada uma dessas três áreas, outro recurso do PPT impede saber mais do que se trata o programa. Isso porque as medidas vêm anunciadas em títulos, que não contém nenhuma descrição de como, quando, qual valor e onde serão implementados. 

Por exemplo, a primeira ação anunciada “Criação de Grupo de Trabalho” deixa ao silêncio uma série de perguntas: Quem vai criar? Quem irá compor esse grupo? Qual o tempo até a apresentação da Matriz? Dentre tantas outras questões. 

 

ppt-mj

Em áreas como combate à violência contra mulher, o PPT mostra novamente sua limitação ao esboçar setas que não explicam como a interação e integração entre as setas irão ocorrer, ou quem será responsável pelo quê.
ppt-mj-2

Por isso, apresentações de PPT são seguidas de documentos explicativos de cada ação, inclusive para apuração de orçamento, cronograma e planejamento de pessoal para efetivação das ideias. No entanto, neste caso, o Ministério da Justiça apresentou esse PPT como a íntegra do plano.

Em entrevista ao Justificando, o presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, criticou o amadorismo da proposta – “Não contém cronograma, orçamento, matriz de responsabilidade, qual o percentual de cada meta está sendo atingido etc. O que foi apresentado tem como base dados de 2014“, afirma Renato.

“Como o plano será implementado?” – perguntou Lima. De fato, essa é uma questão que não é respondida no plano.

Procurada pela redação, a Assessoria de Comunicação do Ministério da Justiça confirmou que o Plano Nacional de Segurança Pública é em PPT e não há nenhum outro documento sobre o assunto.

Veja o Plano Nacional de Segurança Pública.

Terça-feira, 10 de janeiro de 2017
COMPARTILHE

Tweet
Share
Google

APOIO

Apoiadores
Seja um apoiador

ANUNCIE

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 145 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

redacao@justificando.com.br
Av Paulista, 1776, 13º andar, Cerqueira César
São Paulo/SP