Possível na linha de sucessão, Cármen Lúcia é a favor das reformas trabalhista e da previdência
Quinta-feira, 18 de maio de 2017

Possível na linha de sucessão, Cármen Lúcia é a favor das reformas trabalhista e da previdência

Confira a lista de participantes da reunião:

  • Betania Tanure (consultora da BTA – Betania Tanure Associados);
  • Candido Bracher (novo presidente do Itaú Unibanco);
  • Carlos Schroder (diretor-geral da Rede Globo);
  • Chieko Aoki (fundadora e presidente da rede Blue Tree Hotels);
  • Décio da Silva (controlador da fabricante de motores Weg);
  • Flavio Rocha (dono das lojas Riachuelo);
  • Jefferson de Paula (chefe da ArcelorMittal Aços Longos na América do Sul);
  • Luiza Helena Trajano Rodrigues (dona da rede Magazine Luiza);
  • Paulo Kakinoff (presidente da Gol Linhas Aéreas);
  • Pedro Wongtschowski (empresário do grupo Ultra, dono da rede Ipiranga);
  • Rubens Menin (dono da construtora MRV);
  • Walter Schalka (presidente da Suzano Papel e Celulose);
  • Wilson Ferreira (presidente da Eletrobras).

Antes disso, a ministra já havia dado a “benção” para a então PEC 241, que propunha congelar os gastos do governo pelo prazo de 20 anos. Em reunião com o Ministro da Economia Henrique Meirelles, Cármen se posicionou publicamente favorável à matéria, em que pese ser algo que ela iria julgar a constitucionalidade. A PEC foi aprovada e a oposição já contestou sua legalidade na corte, que ainda não decidiu a respeito.

Quinta-feira, 18 de maio de 2017
COMPARTILHE

Tweet
Share
Google

APOIO

Apoiadores
Seja um apoiador

ANUNCIE

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 145 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

redacao@justificando.com.br
Av Paulista, 1776, 13º andar, Cerqueira César
São Paulo/SP